14 de junho de 2019

WSL2 no Windows 10

Olá amigos,

Neste semana a Microsoft anunciou o WSL2 com um kernel completo do linux, já disponível pra quem participa do Programa Insiders ( https://insider.windows.com/pt-br/ ).

Trazendo o melhor de dois mundos sem gambiarras, o kernel completo do Linux em uma aplicação rodando sobre o Windows nos abre muitas possibilidades e elimina uma série de problemas do WSL1. Problemas como limitações do sistema de arquivos, IO de disco, e principalmente a compatibilidade pra quem utiliza docker.

Antes era necessário instalarmos o servidor Docker no windows, que por sua vez utilizava uma docker-machine linux rodando dentro do Hyper-V do próprio sistema operacional. Depois era necessário integrar o WSL com o server Windows. Ou seja, uma gambiarra infernal.

Com um kernel completo, agora podemos rodar nativamente. Acredite, até um ambiente gráfico como o GNOME pode ser rodado a um clique de distância!

Vale lembrar, que ao contrário do que alguns títulos das notícias levam a entender, o Windows não está utilizando o Kernel do Linux como base pra rodar, eles apenas incluíram o kernel completo no WSL. E que para rodá-lo, você já deve estar com a opção de "Subsistema Linux" habilitado nos recursos adicionais do seu windows.

Veja a nova arquitetura do sistema:



Para rodá-lo, você precisa fazer parte do insider no link que postei acima. Depois de ter sua conta vinculada, você precisa efetuar algumas configurações no seu Windows.

UPDATE: UTILIZE O MODO RÁPIDO AO INVÉS DO MODO LENTO

Em "Configurações do Programa Windows Insider" você precisa obrigatoriamente estar com o Modo Lento selecionado:



Depois, você precisará ficar verificando atualizações ( no meu levou em torno de 1 hora pra aparecer ):



A atualização irá ocorrer como uma outra qualquer, claro que um pouco mais demorada pois é grande. Após ter reiniciado seu sistema e tê-lo atualizado, você precisa ter uma aplicação linux instalada, você pode instalar simplesmente buscando por "Linux" na Microsoft Store, escolher a sua distribuição favorita e então instalar.




Feito isso, você precisa setar o WSL2 como padrão. Para isso, abra o Power Shell como Adminstrador.



E dentro dele, habilitarmos a nova funcionalidade:

Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName VirtualMachinePlatform

Talvez neste ponto, seja preciso reiniciar.

Depois, sete a versão 2 como padrão através do comando:

wsl --set-default-version

Depois, caso você tenha optado pelo ubuntu, sete-o também para a versão 2:

wsl --set-version Ubuntu 2

Se você escolheu outra, ou tem mais de uma, use o wsl -l para listar todas distribuições disponíveis.

Reinicie e aproveite seu sistema linux completo!

Até a próxima!




Nenhum comentário: